Esportividade ao seu alcance - 2ª parte.

Este pequeno e valente peixe esportivo é um dos grandes desafios de nossas águas. Depois do tratado escrito pelo nosso Amigo Rubens, a Saicanga merece um espaço próprio. Até que o conteúdo do site seja implantado, aqui será a nova morada deste pequenpo notável.
Avatar do usuário
E.Labatut
GARATÉIA DE PRATA
Mensagens: 3096
Registrado em: Sáb Set 11, 2004 10:28 pm
Cidade:

Esportividade ao seu alcance - 2ª parte.

Mensagem por E.Labatut » Sex Abr 04, 2008 12:52 pm

Com mais de um ano de atraso, está aí a segunda parte.
Ainda sem as fotos. Depois eu edito e coloco umas fotos, agora estou sem tempo pra selecionar e editar elas.

Lendo o rio

Não se deixe enganar ao ouvir a expressão peixe de corredeira, na maioria das vezes os encontraremos próximos a águas rápidas, mas não no meio da correnteza onde geralmente é procurado. É mais comum encontrá-los nas “bordas”, ou seja: nos limites do grande fluxo com águas mais lentas. Como nas margens, um pouco antes das corredeiras, principalmente se esta for ao final de um trecho mais fundo, nos limites dos poços (os famosos drop-offs) e atrás de grandes pedras se escondendo da correnteza esperando que esta lhe traga algum alimento. Atenção especial para estes locais que não são facilmente identificáveis. Aparentemente pode parecer uma contínua corredeira, mas certamente existe alguma pedra ou algum pequeno trecho um pouco mais fundo onde elas se abrigam da correnteza forte e esperam a comida.

Em algumas épocas do ano eles estarão no meio da correnteza atacando tudo o que passar pela frente, então uns arremessos no meio da corredeira também são válidos, mas mesmo assim no meio da correnteza procure algum trecho um pouco mais fundo onde elas não precisem ficar o tempo todo gastando energia pra nadar contra a corrente.


Outros pontos que também merecem ser explorados são as margens com capins. Saicangas adoram estruturas fechadas, se encontrar uma galhada em um trecho de água corrente é bem provável que elas estejam lá, a espreita por um peixinho distraído, se esta galhada for uma árvore de muitos galhos finos, melhor ainda. Aparentemente as brancas, como também são chamadas, não têm preferência em relação ao fundo, pedra, areia ou barro, então não se prenda a este detalhe.

Em algumas ocasiões, poderá encontrá-las nos locais mais fundos. Mas isto parece estar relacionado com períodos em que o peixe está menos ativo, como após a passagem de uma frente fria.

Curiosamente, e este é um dos fatores que torna esta pescaria tão fascinante, irão ocorrer ocasiões onde você encontrará um lugar com as características ideais e não vai achar peixe nenhum ali.

Cito como exemplo um poço depois de uma corredeira onde a água faz um redemoinho lento, com muito capim na margem e uma baita galhada dentro do rio, lugar próximo de onde freqüentemente vou pescar, nunca peguei nenhum peixe ali, nem sequer uma ação e já insisti muito. O motivo? Não faço a mínima idéia, se alguém descobrir me avise.
Eloy Labatut
Avatar do usuário
Júnior Gabiru
GARATÉIA DE BRONZE
Mensagens: 1877
Registrado em: Ter Abr 03, 2007 11:26 am
Cidade:

Re: Esportividade ao seu alcance - 2ª parte.

Mensagem por Júnior Gabiru » Sex Abr 04, 2008 3:44 pm

E.Labatut escreveu:Outros pontos que também merecem ser explorados são as margens com capins. Saicangas adoram estruturas fechadas, se encontrar uma galhada em um trecho de água corrente é bem provável que elas estejam lá, a espreita por um peixinho distraído, se esta galhada for uma árvore de muitos galhos finos, melhor ainda. Aparentemente as brancas, como também são chamadas, não têm preferência em relação ao fundo, pedra, areia ou barro, então não se prenda a este detalhe.
Muito bom,
No rio onde pesco custumeiramente estes são os pontos que exploro com mais insistência... e normalmente tenho sucesso.
Baita abraço,
Júnior
Avatar do usuário
José Zuanon
GARATÉIA DE OURO
Mensagens: 6989
Registrado em: Ter Jan 04, 2005 8:41 pm
Cidade:
Contato:

Mensagem por José Zuanon » Ter Abr 22, 2008 9:32 pm

Esses peixes estão menos frequentes por aqui... no clube onde costuma pescar a água era parada por se tratar de uma represa, e elas andavam encardumadas com frequencia... assim que uma era fisgada o cardume debandava e se reunia em outro ponto... peixe muito arisco.
Gostei da continuação...
Aquela isquinha "fat" deu resultado com elas?

abraço
Enquanto os dinossauros existiam, os mamíferos não passavam de uns poucos roedores noturnos apavorados nas tocas.
Caterva Cretácica
Imagem
Avatar do usuário
E.Labatut
GARATÉIA DE PRATA
Mensagens: 3096
Registrado em: Sáb Set 11, 2004 10:28 pm
Cidade:

Mensagem por E.Labatut » Ter Abr 22, 2008 9:47 pm

José Zuanon escreveu:Esses peixes estão menos frequentes por aqui... no clube onde costuma pescar a água era parada por se tratar de uma represa, e elas andavam encardumadas com frequencia... assim que uma era fisgada o cardume debandava e se reunia em outro ponto... peixe muito arisco.
Gostei da continuação...
Aquela isquinha "fat" deu resultado com elas?

abraço
Tive várias ações mas não fisguei nenhuma, a boca fina delas dificulta as fisgadas. E sempre esqueço de levar ela pros robalinhos, com eles não tenho dúvida que vai funcionar.
Eloy Labatut
Avatar do usuário
Diego C. Feldhaus
GARATÉIA DE PRATA
Mensagens: 3098
Registrado em: Sex Fev 27, 2009 2:49 pm
Cidade: LAGES
Estado: SC
Instagram: @dcfeldhaus

Saicanga em águas paradas

Mensagem por Diego C. Feldhaus » Seg Mar 23, 2009 1:12 pm

Olá Amigos, vou dar meu peteco! hehehe
Adoro pescá-las, principalmente em rios e suas corredeiras, principalmente pela beleza dos cenários.
Mas já pesquei muitas mesmo em águas paradas, açudes, represas e "poços" dos rios.
Em águas paradas (represas, açudes, "poços") notei que têm preferência por locais razos e preferencialmente pedregosos ou arenosos, locais em que haja alguma turbidez na água.
Um bom local também são onde há o incurso de outras águas ao leito principal ou abstecimento dos locais.

Boa Pesca!!!
Diego Constantino Feldhaus
Avatar do usuário
Murilo Macionk
ANZOL DE BRONZE
Mensagens: 170
Registrado em: Ter Jun 19, 2007 1:24 pm
Cidade: Londrina
Estado: PR

Re: Esportividade ao seu alcance - 2ª parte.

Mensagem por Murilo Macionk » Sáb Abr 25, 2009 6:18 pm

De fato tem locais nesse rio em que pescao saicangas que parecem ser o ideal para encontrar as brancas, tem vezes em que eu chego no local e logo no primeiro arremesso pego alguma ou elas pelo menos atacam a isca, e tem vezes que insisto e não aparece nenhuma delas pra me alegrar... tem outros poços por sua vez que nunca obtive ação alguma e outros que são praticamente infalíveis....
Na minha ultima pescaria de saicangas fui subindo o rio e não estava conseguindo fisgar nenhuma, somente algumas poucas ações, até que cheguei nesse ponto "infalível" e conseguí pegar a primeira do dia, quando já estava quase na hora de ir embora, fui descnedo o rio para entrar no carreiro que leva até a chácara do meu primo, que é uma propriedade próxima ao Rio Açunguí (Assunguí, Asunguí, sei lá como se escreve), e fui pinchando minha isca por todos os poços aonde já tinha passado, curiosamente, em um desses pontos, que até então não havia obtido nem sequer uma ação dos peixes, estava "forrado" de saicangas, mas elas estavam muito ariscas nesse dia, cada arremesso que eu dava vinham 2, 3 ou as vezes até mais peixes atacando a isca mas nao fisgava nenhum! Até que uma saicanga grande, lá com seus 30cm atacou a isca logo que ela tocou a água, eu nem sequer trabalhei a isca! Mas este desta vez foi um ataque certeiro, consegui capturá-la, após ela foi devidamente liberada da isca e solta, depois disso não obtive mais nenhuma ação no poço, comprovando que elas são realmente muito ariscas e que mudam de posição no rio alongo do dia ou da situação.
Avatar do usuário
Eduardo Albuquerque
ANZOL DE ALUMÍNIO
Mensagens: 56
Registrado em: Qua Jun 24, 2009 10:14 pm
Cidade:

Mensagem por Eduardo Albuquerque » Sex Jun 26, 2009 9:42 am

Olá!
É isso aí as Saicangas são muito ariscas e também não estão sempre no mesmo lugar, elas migram conforme a estação do ano e condições climáticas, já peguei em águas menos e mais movimentadas e também em corredeiras!
Não se pode definir se um local é bom ou não tudo depende do dia e da hora.
Acho uma espécie muito boa de se pescar muito esportiva proporcionando boas brigas e escapadas, ainda mais se você estiver utilizando um equipamento leve.
O importante é amassar as farpas das garatéias e depois soltálas!
Abraço a todos!
Responder

Voltar para “- SAICANGA -”